domingo, 19 de abril de 2015

É Domingo, por isso... Bolo Light Húmido de Cenoura, Amêndoa e Canela :)

É domingo.

Véspera do inicio daquela semana que ninguém gosta, ainda por cima com feriado no sábado, o que para a maioria das pessoas que o folgam, equivale a um feriado desperdiçado.
Como me comecei a sentir pessimista e o domingo ainda é domingo, pensei “vou fazer algo bom e que me faça bem sem me sentir mal”. Fui para o PC e depois para a cozinha.
Pesquisei uma receita com os ingredientes que queria, as palavras que queria e modifiquei-a.

Pesquisei “bolo húmido fácil light” depois fui directa as imagens e escolhi a mais apetitosa e vi a receita, e mudei quase tudo.

Cozinhar é matemática e quem o sabe fazer uma vez sabe fazê-lo sempre.

Removi gorduras e substitui pesos. Deixei ficar o indispensável para a consistência húmida que procurava e juntei legumes para apoiar a suavidade e sensação húmida da massa. Cortei drasticamente no açúcar (lol se eu vos dissesse quanto levava na receita original ahahahaha) e aproveitei o doce do legume e a utilização de caneca e fruto seco para consolidar tudo. Juntei um líquido para substituir parte da falta da gordura e txanam!

Deixo-vos a minha receita para bolo (cortei as quantias pelo meio pois quis um bolo pequeno por isso aconselho a duplicarem para um grande. O meu dá umas 8 fatias boas sem exagerar, só para que tenham noção)

Bolo Light Húmido de Cenoura, Amêndoa e Canela 

   
Ingredientes: 
60 amêndoa com pele ligeiramente moída
120 gr óleo
50 gr leite magro
1 colher sobremesa canela
1 colher café fermento
1 colher chá sal (pouco)
100 gr açúcar
120 gr farinha
2 ovos
80 gr cenoura ralada crua e sem pele

Instruções:
1. Batam o óleo, o leite e o açúcar bem batido.
2. Juntem á parte a farinha, fermento, sal, canela e amêndoa moída.
3. À mistura do óleo leite e açúcar, juntem os ovos e continuem a bater bem.
3. Juntem depois os secos à parte líquida e batam tudo bem. Desliguem e juntem a cenoura ralada e mexam tudo com a espátula.
4. Forrem a forma que preferirem. Prefiro forrar do que colocar manteiga e farinha, mas façam como vos é costumeiro.


5. Coloquem a massa na forma e batam duas vezes suavemente a forma na bancada para a massa assentar e não formar buracos ou bolhas de ar no meio da massa (truque para quem ainda não souber)
6. Forno: 150 graus durante uns 15/20 minutos +-, mas como cada forno é diferente, tenham atenção ao vosso e façam o teste do palito assim que comece a ficar com um tom dourado em cima.
 

PS: Para os que estejam mesmo a precisar, podem colocar umas raspas de chocolate na massa que não afecta o bolo final, mas tenham controle e não coloquem mais do que umas 50g senão o conceito light vai-se ;)

PS 2: Nesta receita não aconselho trocarem o óleo por azeite como eu mesma faço as vezes porque vai afectar o paladar á cenoura no bolo.


Espero que gostem e se fizerem, quero ver! ;)
Bon Apetit!
   

quarta-feira, 15 de abril de 2015

(parte) da entrevista do Nuno Nepomuceno na Rádio Mais Oeste 94.2 , na hora do Ancião


O Nuno Nepomuceno deu uma entrevista esta noite na Rádio Mais Oeste 94.2 , na hora do Ancião e peço desculpa desde já por não me ter lembrado de colocar a gravar desde o inicio, mas garanto em primeira mão que foi fantástico ;)

PS: Tem 25.5MB, pode pesar um pouco, demora mas descarrega :)

domingo, 12 de abril de 2015

O Espião Português de Nuno Nepomuceno

Primeiro que tudo tenho que pedir tanto desculpa como agradecer intensamente ao Nuno toda a paciência e simpatia, carinho e confiança que teve a má escolha de oferecer a esta peste. (Temos pena, tá dado tá dado! ;) )

Isto porque como sabem, já se passaram alguns dias desde o fim do passatempo em que ele tão prontamente e simpatiquissimamente nos ofereceu um exemplar lindíssimo da reedição com a nova capa do seu primeiro volume da Trilogia Freelancer “O Espião Português” , autografado, para ser sorteado a um de vós sortudos deste pedacito de caos virtual :)

Passaram-se dias e do meu review nada. E por mais que eu mentalmente me chicoteasse em relação á minha falta, o Nuno nunca uma única fez pegou no chicote para se juntar ao exercício :) he is too much of a gentleman and a trully nice guy, belive me!

Pois para me redimir, aqui estou eu! Antes tarde e envergonhada do que nunca, não é assim?



O que achei d’ O Espião Português de Nuno Nepomuceno?


Achei (e aqui vou utilizar o privilegio que todo o ser pensante livre tem de inventar palavras novas para definir sensações únicas e intransmissíveis)
fantabuincribelidinamicopaixonantintelegentissimamente brutal!

Tá tudo dito ou preciso explicar?


:)


Agora a serio. A primeira obrada do Nuno demonstra-nos que não é um tiro no escuro a aposta que foi feita em investir neste homem. Ele sabe mesmo o que faz e é tanto inteligente como perspicaz nas suas decisões criativas. Com a sua escrita andei perdida num mini universo que carreguei na minha mala mesmo quando sabia que não ia conseguir pegar no livro naquele dia. Carreguei com o sentimento de quem tem uma chave secreta para um mundo excitante dinâmico e apaixonante aonde a qualquer momento somos absorvidos e levados na maior e mais fantástica aventura! Tudo enquanto estamos num consultório chato ou numa viagem rotineira e passiva.

O centro deste universo é o André. O meu Andrezito se me permitem e teem mais que o fazer porque eu sou intrusiva e possessiva desta forma. O André é Freelancer. Um homem (lindíssimo diga-se de passagem!) que vive um segredo que nos é sussurrado na capa do livro e pelo qual aventuramos pagina a pagina até finalmente no fim tomar-mos total parte nele. Filho de mãe portuguesa e pai francês, é um homem culto, inteligente e sensível. Vive uma vida dupla dividida entre uma faceta profissional no palco principal da politica portuguesa e o submundo invisível da espionagem internacional. Nessa rotina violentamente excitante conhecemos a sua família, os seus amigos, os seus companheiros, os seus inimigos, os seus colegas e os seus demónios internos e lutas pessoais. Solitário e sofrido emocionalmente, o André reúne em si tanto o componente frágil e dinâmico que nos prende enquanto leitores e passageiros na sua viagem.
  
Com o Nuno sorri em consultórios quando queria estar com cara imperturbável. Disfarcei lágrimas que começavam a surgir no meio de transportes públicos. Mordi o lábio de ansiedade e nervosismo com saltos, corridas, segundos-fatais em cada missão e fiquei frustrada e cansada com cada agressão física e emocional que o André sofreu e superou. Mais do que um personagem, o André Marques-Smith é um sobrevivente que prossegue apesar de tudo. E mais do que um escritor o Nuno é um mestre paciente e generoso que me aturou perguntas insistentes e piadas parvas (bem como ameaças á sua integridade física.. ) enquanto me aprofundava pelo seu livro incrível.

Quando não encontramos palavras que resumam tudo o que queremos exprimir, simplificamos: 
Nuno, Obrigada!



*  *  *

E como perceberam esta é a primeira obra e o I volume da trilogia Freelancer, da qual já temos titulo, capa e data de lançamento do volume II!!!

Sinopse

"Dubai, Emirados Árabes Unidos.

De férias na região, um investigador norte-americano é raptado do hotel onde se encontrava instalado. Uma nova pista sobre um antigo projecto de manipulação genética é descoberta e a Dark Star, uma organização terrorista internacional, está decidida a utilizar os conhecimentos deste cientista para ganhar vantagem.

Contudo, de regresso à Europa, uma das suas operacionais resolve trair o sindicato do crime e oferece-se para trabalhar como agente dupla ao serviço da inteligência britânica. O mistério adensa-se quando esta mulher, de nome de código China Girl, impõe como única condição colaborar com André Marques-Smith, o director do Gabinete de Informação e Imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros português e espião ocasional.

Obrigados a trabalhar juntos para evitarem um atentado a uma importante líder europeia, uma atmosfera tensa, de suspeição e desconfiança, instala-se de imediato entre os dois. Mas que segredos esconderá esta mulher, cujo próprio nome é uma incógnita? Serão as suas intenções autênticas? Será o espião português capaz de resistir à sua invulgar e exótica beleza?

Vencedor do Prémio Literário Note! 2012, Nuno Nepomuceno regressa com A Espia do Oriente, o segundo livro da série Freelancer. Por entre os cenários reais de Budapeste, Berlim, Londres, Courchevel, Dubai e Lisboa, o autor transporta-nos para um mundo de mentiras, complexas relações interpessoais, e reviravoltas imprevisíveis. Uma reflexão profunda sobre os valores tradicionais portugueses, contraposta com a sua já habitual narrativa intimista e sofisticada, e que vai muito além do tradicional romance de espionagem."
  
*  *  *

Yes! Yes! Yes! Que pessoalmente sofro horrores enquanto espero que a continuação saia. Especialmente quando as ultimas palavras d’ O Espião Português são: 


 é de ficar a roer unhas não é!?

Cá estarei para continuar esta jornada e ajudar (Ou atrapalhar… possivelmente de certeza que será um misto de atrapalhar e não fazer nada…) o Freelancer em tudo o que possa!
E sei que o processo criativo continua por isso Nuno, dá-lhe! Ainda não li o II e mal posso esperar para que saia o III :)

Que eu sou assim impaciente e intensa, por isso vou já preparar mais uma caneca de café e re-ler os momentos que mais me prenderam n’ O Espião Português até que a A Espia do Oriente não salta da prensa para vir fazer companhia ao volume I nas minhas estantes.


Se recomendo? Pel’amor’de’deus não me façam perguntas tolas a esta altura do campeonato e façam favor de correr até a livraria Bertrand mais próxima, ou FNAC, ou á área de livros no Jumbo e no Continente, ou online e venham nesta viagem connosco ;)
  

domingo, 5 de abril de 2015

Passatempo de Abril com Boots Laboratories :)

E para alegrar o mês de Abril e agradecer o vosso carinho e apoio, tenho para oferecer a uma sortuda ou sortudo um kit de viagem Discovery Kit Serum 7 Lift da Boots Laboratories ideal para quem á ultima da hora precisa de sair a correr para algo que nem planeou nem esperava e agora? O que levar? De todo o molho de cremes e produtos o que raio levo agora e aonde coloco tudo?

Estas dúvidas terminaram aqui e agora!




Este kit fantástico serve para emergências e para o dia-a-dia.
Se teem como eu a mania de que cabe tudo e mais alguma coisa na vossa mala.. sabem bem que ás vezes sentimos que “é hoje o dia em que isto rebenta e passo vergonhas em publico”

Costumava andar com uma necessaire cheia com itens e higiene intima feminina, fio dental, pasta de dentes, pente, escova, alguma maquilhagem, molas, ganchos e ainda alguns pensos.. eu sei lá!
E assim que recebi o meu kit da Boots brandei aos céus que graças a deus poderia substituir os 3 cremes que tinha a acumular na necessaire!

Ganhei espaço e a minha pele ganhou brilho :)


Composto por :
  • - Serum7 Leite limpeza revigorante (30 ml), remove eficazmente a maquilhagem, hidratando a pele sem a secar
  • - Serum 7 Lift serum reparador rugas profundas (5ml), com imensos ingredientes activos anti-envelhecimento que prometem ajudar a reduzir em 4 semanas até 50% das rugas mais profundas
  • - Serum7 Lift creme dia (10 ml), um creme de dia rico que nutre, hidrata e protege a pele dos raios UV, graças à inovadora protecção UVR MultidermalTm, reafirmando-a no processo.
  • Acrescento ainda que são de um aroma e consistência deliciosos, nada enjoativo e nem nada colante ou pegajoso. 

Por isso quero que um/a de vocês ganhe também um kit!

  
Para participar não pode ser mais fácil:

Obrigatório:



Pontos opcionais:

  • - Ser seguidor pelo Instagram @taniamac
  • - Ser seguidor pelo Twitter @taniadmac
  • - Ser seguidor pelo Google+ +TaniaMac
  • - Deixar um comentário num post (qualquer um) do blog 

Preencham tudo correctamente no aplicativo do rafflecopter como sempre:



  • Começa hoje Domingo de Páscoa 5/4/2015 e termina no dia 1/5/2015 Dia do Trabalhador ;)
  • O vencedor ou vencedora será sorteado nas 24h seguintes e se tiver cumprido todos os campos, contactado e terá 48h para me enviar os seus dados.
  • Envio será feito á responsabilidade da Boots Laboratories.


E como sempre, boa sorte e obrigada. Obrigada por estarem ai desse lado e ás vezes sem saberem, fazerem-me sentir menos sozinha ou desamparada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...