quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Calma, respira e não pira (em 5 minutos ou menos)

Venho muito rapidamente nos 5 minutos que me separam entre apanhar e perder o autocarro para o trabalho para pedir desculpa a um universo de gente real e irreal, presente ou ausente, por toda a minha gigantesca ausência e silencio.

Não ando abonada de tempo e mesmo quando o mesmo existe, admito que a vontade e energia andam nos picos incertos entre o pouco e o nada. Não me sinto fisicamente doente, sinto-me energéticamente adoentada. Faz sentido? Se não faz não se preocupem. Pouco do que digo faz sentido e quando faz até a mim me surpreende.

Mas sendo sucinta, peço desculpa pela ausência, presença vã e silencio.

Estou aqui só que sentada calada a olhar sem grande vontade de participar na dança... umas vezes porque a musica não agrada, outras porque nao agradaria o meu dançar, mas na maioria das vezes porque estou demasiado cansada e só me apetece enroscar na cadeira e deitar-me a descansar até que efectivamente parta a cadeira com o meu peso corporal total.

Coisas de gente louca. Já sabem.
Confirmo que se e quando partir a cadeira, sairei desta letargia.

Até lá, não saiam vocês dai que mais coisas virão em seu devido tempo e prometo que só de ver, vocês dançam esta dança da vida que é uma maravilha!

     

4 comentários:

  1. A falta de tempo é o meu maior problema

    ResponderEliminar
  2. Todos nós temos momentos assim mas depois, para compensar, surgem momentos em que estamos com a força toda.

    ResponderEliminar

Obrigada :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...