sábado, 22 de dezembro de 2007

Posso?

A ingrata que não dá sinais de vida há quase um século pode entrar e dizer olá? Assim sendo, aproveito e deixo os meus mais sinceros votos de boas festas e bla bla bla.. que coisa bonita para se dizer.. quando é sentida.

Pois a minha é sentida.

Quero que o saibam porque acreditem, não viria aqui escrever nada a não ser que o sentisse no centro do meu ser. Deixo o meu desejo por mim e por vocês. Quero um belo natal, desejo-vos um natal muito mais feliz que o meu e os meus desejos para o ano novo serão: paz, estabilidade, harmonia, companheirismo, auto-conhecimento, coragem, força, e uma eterna vontade de continuar, a capacidade de conseguir seguir quando tudo o resto parece querer-nos parar. Pode ser?

Feliz Natal, Boas Entradas e um beijo meu

domingo, 28 de outubro de 2007

MERDA!!!!!!!!

MERDA!!!!!!!!

MERDA AO QUADRADO!!!

SÃO 6 DA TARDE E JÁ É NOITE????
SEREMOS LOGICOS MEU DEUS? SE É TARDE NÃO É NOITE!
QUEM NO SEU JUIZO PERFEITO MUDA A HORA PARA ESTA MERDA???

Agora sim vivemos numa sociedade parva, nula, apagada e vazia…
Vou odiar tudo e todos até a hora mudar!

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Ora vejamos..

Eh lá.. o maizum diz que estou quase nos 5 anos? de blog? blogosfera? ou ainda te referias aos de namoro? Os 5 é só para o ano e mesmo assim.. ainda vamos ver não é?

Ah, e lamento outro comentário que me deixou alguém a dizer que devia de colocar mais fotos e coisas bonitas, para que mais pessoas cá venham e comentem. Lamento. Este blog é a minha vida, e a minha vida nem sempre é bonita, com fotos ou apelativa a bonitos ou vastos comentários.. Muitos dias são cinzentos e outros dias tornam-se ainda em longas temporadas contemplativas em períodos apagados.

Mas deixo a promessa de voltar e falar mais, mostrar os meus gatitos gatões hoje em dia e quem sabe, se por cá arranjar algum de jeito, um sorriso. Bom halloween quando a noite do 31 deste mês chegar, ok? :)

terça-feira, 18 de setembro de 2007

E para quem não entendeu o anterior post...

É a minha resposta a todos os que tentam que eu deixe de ser quem sou, como sou, quando sou, e pior, de me tornar na pessoa que quero, posso e vou ser! Ora toma e vai!

PS: Não é mesmo para alguém.. é para todo o infinito de ninguéns que eu me esqueço de considerar ninguéns e deixo ter algum valor no meu valorosíssimo tempo!

1, 2, 3..

MEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEERdAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Posso ou há ai alguém que me impeça de gritar merda?

Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!
Merda!!!

Não há nenhuma razão para eu o dizer, mas digo porque quero e posso e porque posso fazer o que quero, e vou reservar o meu direito de dizer merda mesmo que não possa fazer mais nada, por isso aqui vai…
Merda!!!

E falta ainda tanto para o fim-de-semana porquê caralho?
O quê? Também não se pode dizer caralho?
Olha.. processem-me…

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

UptoDate

Só pra dizer q n tenho usado mesmo o msn, n é nenhum truque aonde dei em louca megalomana e bloqueei toda a gente, ficando eu sozinha a olhar-vos online... Ainda não cheguei a esse patamar de insanidade...

Ando cansada e sem paciencia para o msn. Noto que o conceito de cansaço é variavel e que tenho usado a palavra muitas vezes para mim mesma.. mas é mesmo cansaço.. fisico, espiritual, emocional, economico, social.. sei lá..

O que interessa é q não vos ando a ignorar.. simplesmente não "ando".

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Oh tempo.. volta para trás.. por favor.. :(

Destino ingrato, destino cruel! Se fosses pó caralho tinhas mais juízo!

Oh minha aninha!! Oh meu anjo! Sei que és tão forte! Sei que vais conseguir aguentar, sobreviver e andar em frente, mas é uma merda que de todos os merdas que vivem neste universo que isto te aconteça a ti!

Como eu queria poder fazer o relógio andar para trás e apagar o que aconteceu! Dar-te a paz e felicidade que sempre me conseguir passar e ser a força e razão que sempre foste para mim! Queria pegar na tua dor e fazer dela pó!

Gosto tanto de ti meu anjinho, que fico aqui feito parva a chorar porque não sei o que posso fazer e porque sei que não há nada que eu possa fazer senão chorar perante tudo!

;(

- Para quem não entender, há 2 semanas, num dos acidentes que aconteceram na estrada de Beja, familiares muito próximos de uma pessoa que me é muito querida ao coração, tiveram um acidente grave, tendo um falecido e outra estando em coma neste momento.. As coisas más só acontecem a quem não as merece.. E por favor não me digam que é uma aprendizagem de forças que neste momento não estou capaz de ouvir isto.. -

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

Escrito ás 11h45

A minha vida são dúvidas e pensamentos. Passo o dia a pensar e a duvidar. A questionar-me acerca do que sinto ou quero, acerca do que realmente sentem e pensam a's' pessoa's' que me circunda'm'. A vida deveria ser uma viagem de descoberta. A procura e concretização do nosso propósito único e com isso a paz e ilimitada calmaria que só a felicidade de uma consciência tranquila pode oferecer. A minha vida não esta nem perto disso. Sinto que todas as dúvidas são mães de mais duvidas. Todas as magoas são marretas que arrombam mais buracos na já frágil parede do meu ser. Eu queria poder dizer que depois de muito pensar, muito me acalmar, muito me raciocinar ou inclusive ponderar.. que consegui convencer-me de que há luz no fim desta passagem de Túnel. Mas momento após momento, sinto apenas o aproximar-se de um grande comboio que me vai colher e deixar mais uma vez prostrada no chão, sem saber bem como e aonde fui parar.

Sou uma cobarde da vida. Tomei todas as decisões com medo, a contra-gosto e na altura errada, por demorada merdice minha. - Sim, merda mesmo.

Não há nada que ninguém me possa dizer. Não há nada que me consigam dizer que eu não saiba já. Não há regra ou valor mental que eu já não tenha balançado no meu raciocínio. Não há pedra que eu não tenha virado, na procura da minha razão.

E continuo aqui a pensar.

Cheguei a uma conclusão. Tantas vezes o cântaro vai á fonte que um dia tem que quebrar..

Bom fim de semana

PS: Eu comecei este post com o intuito de que a minha primeira palavra fosse "São," mas decide mudar depois de o escrever. Para começar assim, não seria um post, seria um email.

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Uma cronica q achei gira :)

"As mulheres que nós amamos "

«Sim, podes comprar o plasma». É mais ou menos aqui que nós começamos aos saltos e a agradecer-lhes, beijando-as, fazendo juras de amor eterno, sugerindo até jantar em casa da mãe dela.

A isto chama-se WAF, que no linguajar internético significa Wife Acceptance Factor (WAF), ou numa tradução muito livre, Factor de Aprovação pela Senhora Nossa Esposa (olá querida).

Qual imperador romano dos tempos modernos, elas decidem, em alguns casos de polegar esticado outros com o dedo do meio, o destino não das pessoas mas das compras, numa manifestação exacerbada de poder.

Os fóruns da Internet são um óptimo observatório para as mudanças sociais que estão a ocorrer. Apesar de os homens ainda continuarem a ser considerados como a cabeça do casal, o WAF mostra que o poder das decisões domésticas está cada vez mais na mão das mulheres (ainda bem querida).

São milhares os blogues e os posts com desabafos e pedidos de ajuda por parte de homens cada vez mais desesperados pelo afastamento da cadeira do poder.

Apesar de em média os homens continuarem a levar mais dinheiro para casa, são elas que detêm o poder de decisão em mais de 80% das despesas domésticas. Escolhem a marca do azeite, do detergente, dos iogurtes, do sofá, do frigorífico e muitas vezes até das nossas cervejas (não é querida?).

Elas definem os timings das compras, as prioridades e as necessidades. E torna-se quase sempre humanamente impossível explicar-lhes porque é que temos que trocar o velho e antiquado DVD por um dos novíssimos blue-ray ou o porquê de uma playstation portátil quando já temos uma lá em casa.

E se enquanto publicitários e marketeers temos a obrigação de estar atentos a esta revolução, enquanto homens temos a obrigação de lutar contra ela (ainda por aí querida?).

As mulheres estão a começar a ter um papel de liderança em quase todos os mercados, e não apenas no ocidental. É notório também o aumento da influência em culturas tradicionalmente mais machistas. Na Índia, a indústria cinematográfica, a famosa Bollywood, começa a ser dominada por mulheres que estão à frente dos grandes estúdios e das maiores produtoras, derrubando assim cada vez mais barreiras na conservadora sociedade hindu. E isto acontece um pouco por todo o lado, da Àsia à América do Sul, onde o estereotipo da mulher latina sempre foi o de uma serena e silenciosa apoiante das decisões masculinas (isto é que era querida).

O que fazer? Os blogues dão-nos algumas pistas. Se a maior parte do dinheiro somos nós que o levamos por que não tomamos nós a maior parte das decisões? Parece justo. Comprem-se então plasmas em vez de frigoríficos. Troque-se de carro em vez de fazer obras em casa. A nova coluna Apple em vez de um novo tapete para a sala, vinhos em vez de chás, feijoada em vez de quiches. São pequenas atitudes que podem ajudar a inverter esta tendência tão negativa. Há já alguns sites americanos que oferecem autocolantes para que homens mais corajosos possam colar nas caixas do correio: «The Wife Acceptance Factor – Not in my house!» (Não fui eu que escrevi isto querida).

Nuno Presa CardosoDirector criativo da BBDO
Publicado segunda-feira, 21 de Agosto de 2006 15:59 por Expresso Multimedia

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Fases, momentos

Ás vezes sinto que a vida é uma grande peça de teatro, do mais cómico ao mais trágico. Não tem a classe de uma peça grega mas tem todo o sofrimento que era imposto a quem entrasse numa arena romana. Somos todos trapos pertencentes a uma grande marioneta maltrapilha que vai ser usada, abusada e descartada pelo seu puppeteer invisível. Sejam bem vindos ao meu universo remoto.. por favor não se demorem na estadia.

----- Escrito ás 11:41

Estou a ler "O monge que vendeu o seu ferrari"..
Mais informações sobre o meu estado espiritual e mental serão cedidas futuramente e após terminar a leitura.

----- Escrito agora claro.

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Excertos do livro que ando a ler...

"Você ainda está a tempo de voltar a ser uma pessoa, do sexo masculino, mas pessoa. A Androterapia é a ciência aplicada que procura desemburrar o homem contemporâneo, libertando-o das suas obsessões e chatices e fazendo dele um ser mais apto para o prazer e para uma relação feliz e igualitária com as mulheres. Atreva-se a fazer este curso. É só para homens corajosos. "

(…)

"Se este conto lhe pareceu uma mariquice ou uma coisa de criancinhas porque aparece uma fada e tudo isso, mais vale que não compre o livro ou que o troque na livraria por outro sobre bricolage. Se o adquiriu nuns grandes armazéns, tem a vantagem de poder trocá-lo por qualquer coisa inequivocamente masculina, como uma escarradeira ou uma caixa de preservativos que não sejam cor-de-rosa.
Se pensa que, em alguma etapa da vida do protagonista, você se teria sentido satisfeito, deve lembrar-se que não existem fadas madrinhas e que é preciso aguentar com a condição masculina unicamente com as próprias forças. Talvez este livro o ajude. E se já começa a suspeitar que os mitos da masculinidade supõem dor para as mulheres e pouco prazer para os homens, você poderá ser um bom aluno deste curso. Que lhe faça bom proveito. Ou, pelo menos, que o divirta. "

quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Tá bem abelha!!

Está o dia a terminar e já me ia esquecendo de vos informar da anedota do dia:

Qual é gaija qual é ela que vai trabalhar, tomando uma valente chuvada em cima dos cornos, acordando ainda mais cedo do que o normal, tudo para lá chegar e descobrir que passou 1h30 nos transportes para nada porque está de folga no feriado?

Vá.. quem adivinhar não ganha premio, por isso estejam há vontade. Mas não é há vontadinha…

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Bla Bla Bla

Sei lá o que dizer! A vida é uma merda e nós vivemos nela e dela. Somos merda? Talvez. E depois? Ser merda é mau? Porquê? Quem disse que era? Quem é o rei da merda que decidiu que ser merdoso é merda? Isto tudo não faz sentido.. eu acho que nada faz sentido. O mundo é um quadro abstracto da merda que por aqui passa e vive. Não me interessa. Não quero saber, tenho raiva de quem sabe e quer contar. Não me contem. Não me digam que sabem. Nem olhem para mim se souberem.

Não interessa o resultado mas a forma como se joga ou vive o jogo, ou vida. Nada a ver com futebol, entendidos?

Apetece-me continuar a escrever. Dizer tudo e não dizer nada. Fazer-vos ter a duvida na certeza da minha insanidade. Duplicar as negatividades e emotivar os silêncios. É o prazer da língua portuga, fazemos o que queremos, quando queremos, como podemos, assim que sabemos como a usar. Faz-me confusão tanta coisa, mas adiante.

A minha vida anda tão merdosa que já me contento em que fique merda e não passe disso. A verdadeira felicidade é estabilizar no nível onde estamos. Não sofrer pelo ansiado, curtir o achado e não negar o desejado.. se ele chegar. Se não chegar, que sa foda. Há muita gente que se fode e anda por ai ainda vivo e feliz. Outros há que nunca foram fodidos e não teem cara para dar ou levar um sorriso.

Ai.. sei lá. Porque raio é que ainda vêem alguém aqui ler estas merdas? Não se dão conta que merda que vem de merda só dá em merda? E olhem que não me estou a desapreciar, considerem esta atitude como uma descaracterização em acção. Visto o fato, dou um salto e txanaaaaaammmm!!! A merda sou eu, logo a merda já não me afecta! Cinismo? Talvez. Falsidade? Secalhar. Vida? Não. Sobrevivência? … Bingo!

Vá. Tudo a jogar no euromilhões que eu preciso é de psicanálise das fortes. ( Prozac também se vende em xarope?.. )

Bom feriado.

PS: Vou usar a minha primeira etiqueta! Cuidado para ver se isto não explode!

domingo, 12 de agosto de 2007

Pensamento do dia(já de noite):

Quando:
1+1=-1
é sinal de que vivemos em Portugal.

Parabens! Depois admirem-se de haver tantas negas a matemática..

2º Pensamento do dia:

O Sporting ganhou a taça mas por mim pode continuar a levar na peida... reclama São, mas pra mim é assim :

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Ontem ou anteontem tive dois pensamentos

Pensamento nº1:
A Maria está para a Bola como a Ana esta para o Record.
Dentro em breve vamos ter um sinonimo da Mariana que será a Bola Record. Preparem-se e avisem-me quando o meu presságio acontecer.

Pensamento nº2:
Já não me lembro, varreu-se-me. Mas que era bom, era!

domingo, 5 de agosto de 2007

Calendário de Festança para mim claro

Feira do Livro em Cascais (já foi e já fui)
Feira do Livro na Ericeira (ainda há e passei lá perto sem lá ir)
Feira do Livro em São João do Estoril (ainda há e já fui)
Feira do Livro em Sintra (acho que ainda há e ainda não fui)
Feira do Livro na Baixa-Chiado (está para haver e vou lá estar claro!)
Feira do Livro no Parque Eduardo 7º (vai haver e vou ver se lá passo)
Feira do Livro na Gare do Oriente (vai haver e talvez lá passe)

Eeeeettttttaaaa que festa!!!!
Agora faltava arranjar verbas ou juízo para poder ir a todas e não sair com uma mão atrás e outra á frente! E olhem que ando controlada.. imponho-me limites e mantenho-os!

Ah, aproveito e partilho convosco um óptimo restaurante que descobri. Ali em Cascais no Parque Visconde da Luz (á frente da loja Cenoura), há um restaurante grande que diz rodízio ou churrasqueira.. mesmo no meio do parque, aproveitem! É um restaurante de brasileiros e tem buffet aberto e nem é muito caro em comparação com o que costumamos pagar noutros restaurantes! O almoço é mais barato! Só as bebidas e sobremesas não estão incluídas no preço do buffet – acho que é 8€ o buffet. É giro e tem musica ao vivo.. muito fixe!

Ah, e não me pagaram para fazer publicidade. Simplesmente achei-me grega para achar um bom restaurante em cascais perto da meia-noite (ya, eles estão aberto até ás tantas!) e assim aproveito e partilho com quem se vir na mesma situação que eu, tá?

E não me chateiem que amanhã é uma nova semana e eu já tou cansada.. afffffff….

terça-feira, 31 de julho de 2007

Vocês Já leram o PUA da Netcabo??

PUA Netcabo - Politica de Utilização Aceitável

Observem esta parte:

“Quando se verifique que os Clientes com Produtos Netcabo com tráfego ilimitado excederam um nível de utilização razoável, a TV Cabo reserva-se o direito de informar os Clientes desse facto. 5.4. Para além de informar os Clientes que excederam um nível de utilização razoável, e a par da referida comunicação, a TV Cabo poderá:(i) Proceder à cobrança dos consumos adicionais relativamente ao nível de utilização aceitável, de acordo com o preçário TV Cabo em vigor;”

AHAHAHAHAH!!!

Devem estar a gozar!
Então nós pagamos a mais para ter direito a tráfego ilimitado e a Netcabo pode a qualquer momento decidir que nos vai cobrar esse tráfego se lhe apetecer achar que estamos a usar demasiado??? ISSO CHAMA-SE ILEGALIDADE COMERCIAL MEUS SENHORES!
Só posso rir mesmo.. ao ridículo a que chegamos! O ridículo da situação é absurdo!

Este PUA veio a ser a cereja em cima do bolo! Nos últimos dias a minha velocidade estão tão má, mas tão má que nem o Google abre bem á primeira ou segunda tentativa! Pensei em dar-vos o desconto e esperar, mas pelos vistos acho que está na altura de trocar o péssimo serviço (e com condições ridículas) que vocês oferecem e passar para uma empresa que no mínimo seja coerente ou honesta no serviço que se propõe a prestar-me!

-

Coloquei este post no forum deles, quero ver a resposta que me darão ou se mo deixam publicar o topico mesmo! É ridiculo! Podia chamar-lhes tantos nomes e dizer-vos tanta coisa mas já nem paciencia para esta merda tenho!!! Este PUA é uma PUTA da PT que em anos de ilegalidades ficou agora com medo de ir dentro em cana ou ficar com os servidores confiscados pela asae e PJ, por isso.. vai de se tentar defender a correr!

CRESÇAM!!!!

quarta-feira, 25 de julho de 2007

sábado, 21 de julho de 2007

Eu e a minha rotina

Vou-vos explicar a minha rotina para que entendam que não ando maluca, ando só fodida. E não quer dizer que não goste ou me farte da rotina. Eu preciso da rotina, preciso daquela sensação de certeza e conformidade que me garanta que no percurso laboral e na própria função, tudo corre de acordo com o que deve acontecer e assim não apanho sustos ou surpresas. (ninguém quer sustos ou surpresas com transportes ou com a fonte de dinheiro, eu pelo menos não)

Eu acordo às 8h.
Às 8h15 já tomei banho e estou a começar a fazer o pequeno-almoço, que acabo de comer às 8h30.
Até às 9h20 vou inventando o que ver ou fazer em casa antes de me ir preparar e vestir para sair de casa às 10h15 (muitas vezes fico simplesmente aninhada no sofá a relaxar ou a acabar de matar o sono que sinto)
Chego a Lisboa e começo a trabalhar às 12h.
Às 16h e pouco (isto varia consoante a minha vontade) faço um intervalo de 30 minutos para comer qualquer coisa e às 18h saio para voltar para casa.
Lá faço a correria de metro para comboio, comboio para autocarro e autocarro para casa.
Às 19h30 (ou mais coisa menos coisa) estou em casa.
Relaxo, arrumo, cozinho (ou não), vejo mails (são os 15 minutos/30 minutos que dou para sentar o rabo no PC e cansar-me dele – o tempo que perco ao PC no trabalho já me satura), vejo TV.. descanso.
Á meia-noite vou nanar e pronto.

Esta é a minha rotina de segunda a sexta.
Sexta-feira (ontem) muda.
Quando chego a casa não me deito às 00h, mas sim quando termino de limpar a casa, ou então durmo umas 4h e acordo para limpar a casa e durante o sábado (como hoje) durmo algum tempo durante a tarde.

Por isso, neste momento, estou com 2horas de sono feitas e a casa limpa. A máquina a lavar o que resta da roupa e quando acabar de escrever a ultima palavra e colocar online o texto, vou tratar do almoço e comer. Devo ir ver o zoodiac esta tarde (o filme) e pronto.

Não me procurem no MSN. Não estou lá. E se estiver o mais normal é não responder. Muitas vezes não é por maldade ou desprezo, é cansaço ou esquecimento dele ligado aqui e eu longe dele a fazer outras coisas. Eu não uso som ligado, então não ouço quando alguém fala comigo, e quando a minha Net falha, mtas vezes ele liga sozinho e eu nem noto.

E pronto.. esta é a minha última palavra, e fui…
PS: Amanhã não faço post que é para vocês não se ficarem a rir! TOMA TOMA!

sexta-feira, 20 de julho de 2007

A vida é dos normais

E desde quando tenho que ser normal????
Qualquer dia desato ás dentadas a toda a gente que vir na rua!

Ai vocês provocam????

Eu digo-te o Olé! Levas uma marrada que ficas coxo!!

Já uma tipa não pode chegar a casa cansada da semana e dos chatos, sentar-se ao pc e ainda tem que ler estes desaforos!! Não há justiça! Se houvesse, eu era rica e tu ias-me trazer o jantar ao invés de eu ter que o ir inventar!

Sim. Porque cozinhar para quem esta cansada é um pleno acto de sorte e invenção. Ainda não sei como não fui parar ao hospital com uma intoxicação alimentar ou uma valente caganeira! Ah pois! Querem que eu escreva? Eu escrevo! Caganeira!!!! Não que a tenha, mas é uma daquelas palavras “chocantes” que toda a gente ouve (ou lê) e fica logo horrrrrrrorrrrrrizada com o escândalo! Essas pessoas não cagam obviamente!

Tou cansada e tou fodida!
Tou cansada porque trabalho no Campo Grande e moro em Cascais (façam lá as contas á distancia vááá…) e estou fodida porque tal como previ (e só não acerto na puta do euro – porque também não jogo claro): o período chegou e eu que me aguente.

Ando chata. Ando chateada. Ando com desejos de coisas salgadas e com sabor a chocolate e pronto! Doem-me os ovários e quem me chatear, leva com um ovário na tromba que lhe reordeno a cara todinha de graça! Aproveitem que hoje em dia poucas coisas são de graça! Olha só a graça da coisa…

Falem comigo daqui a 3 dias que ai já estarei novamente recomposta! Até lá, posso ir de “doçura-meiguinha-sentimental-lagrimazinha-no-olho” para “vaca-cruel-com-alucinações-e-sessões-intensas-de-histerismo-e-ruindade-pura” no espaço de 2 segundos! Considerem-me um abião da TAP sem condutor e com má pontaria! Sim. Abião! Porquê? Não possso???? Se eu quero escrebo abião e não tenho que ser murcona para o fazer! E faço! E olha eu a repetir: A B I Ã O!

E vou comer qualquer coisa que já tou com fome pah!

PS: Toma que é para aprenderem a não pedirem posts! E este fim de semana ainda faço pior!!!

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Anúncio de Ultima Hora (ás 8:20 da manhã claro)

Devido a comentários de pessoas chatas e convencidas, em conjunção com o meu mau feitio e personalidade cativante, vou deixar de postar.

(HIHIHIHIHIHIHIHIHIH)

(Façam lá quá quá agora :Þ)

quarta-feira, 18 de julho de 2007

Ahhhh!

Livros feiras e pancadas = eu

Olha olha.. “ter-me de volta”… esta minha mammy deve andar tonta! E aonde é que eu me tinha ido embora oh loira?? Ai ai ai!!! Vai mas é pagar o texto que me deves que estás a acumular um prejuízo só em juros.. ui ui…

Mas aonde é que eu ia mesmo..
Ah pois. Feiras do livro. Hoje fiquei a pensar na ida e vinda para o trabalho (deus sabe que tenho mais do que tenho suficiente para queimar os neurónios no meio do gado). Eu adoro feiras do livro. Eu sei. Vocês já sabem. Toda a gente sabe disso. Mas alguém sabe o porquê? Ah pois é… E querem saber? Curiosos!!! Tá bom. Eu digo.

Não é apenas pelo factor monetário (eu sei que sou uma caça pexinxas literárias e um tio patinhas no que toca a pagar por elas), que dá um jeitão imenso para quem tem um amor tão profundo como eu por livros e um bolso tão roto como eu também.. pois.. Nem é pelo factor da idade, porque em feiras dos livros nem sempre achamos livros usados e em mau estado. Já encontrei e encontro muitos livros novos que pertenceram a edições que não se venderam, e mesmo os usados estão muitas vezes em belíssimo estado. Quem ama livros não os maltrata. Não considero algumas anotações ou sublinhados como um ataque a um livro (quando feitos sem ser com abuso claro), mas sim uma forma de lhes dar ainda mais carácter e vida. Os livros usados são os registos do tempo e da passagem de vida das mãos e olhos que os inundaram. Ai que bem que isto agora saiu…

Não. Tudo o que disse ajuda á minha paixão, mas a razão primaria descobri-a hoje.

Ir a feiras do livro faz-me sair da minha zona de conforto. É uma aventura! Eu vagueio por aquelas bancas, deslizo o dedo por títulos que me são estranhos, por autores que nem nunca ouvi falar, por capaz feias, bonitas, coloridas, antigas, novas, esquisitas.. tudo! E deixo-me guiar pela musica que sai de todos aqueles livros. A sério. Não queiram vir comigo a uma feira do livro. Sou impossível! Ando de um lado para o outro, sou capaz de perder 10 minutos em cada barraca a ler títulos, folhear livros e muitas vezes nem um compro, ou memorizo um titulo e continuo a ronda pelas restantes barracas.

Ah pois. Isto tem que ter arte!! Ainda nesta feira em cascais encontrei o mesmo livro em duas barracas, com dois preços diferentes!!! Olha aqui a esperta a poupar 3 euritos!!! Sou tão forreta, mas somos o que podemos não é.. Nas feiras dos livros recuso-me a pagar mais do que 8 ou 10 euros por um livro! E isso já são valores absurdos para mim! Compro sempre a 2€, 3€, 4€, 5€, 7€ e por ai adiante.. Vasculho, leio, absorvo, observo e atiro-me de cabeça. Ás vezes suicido-me num livro mais caro, mas paixões não teem sempre a mesma intensidade não é?

Nunca iria e nem sou capaz de ir a uma livraria vaguear por títulos e livros que nunca vi como faço nas feiras. Quando entro numa livraria já levo a lição estudada, e posso olhar, mas dificilmente compro. Porquê? Porque não nasci rica e sei que na próxima feira do livro encontro aquelas mesmas pérolas a um preço que não me faça um buraco no bolso.

E encontro cada autor mais esquisito que se torna um companheiro e amigo de manhãs e tardes incrível!!! Notei hoje também que os livros mais apaixonantes que encontrei nas feiras pertencem a autores espanhóis! Autoras melhor dizendo. E eu que nem tenho grande afecto ou estima por eles.. até me sinto mal, mas é assim mesmo. O que estou a ler neste momento é de uma autora espanhola e é um show! “Amor duvidas curiosidade e prozac”. Admito. Apaixonei-me pelo titulo!!

Ah, adoro comprar livros pornográficos ou mais picantes e envergonhar o Tó quando ele está comigo! AHAHAHAHAH!! Os prazeres que tiro de uma feira do livro! Nem vocês sabem.. a sério! Podia viver só com água, fruta, ar e livros! Mandem o resto pó caralho que não me faz falta!

E pronto.. acho que disse o que tinha pensando em dizer. Agora vou estender a roupa que a lida da casa não se faz sozinha. O Tó bem ajuda, mas ele também anda cansado. Affff… porque raio não nasci rica?

Ainda hoje é Quarta... CREDU!

Merda!

O período deve estar para vir. Já estou uma chorona por tudo e por nada! Detesto isto! Nunca quis ser homem, mas queria ser uma mulher fértil sem ter as mudanças e inconveniências do período!

Merda!

Como disse o João Pereira Coutinho (pesquisem pesquisem):” Quem disse que os livros não salvam a vida a ninguém? Conta-lhes Luis!” Conta-lhes Coutinho!

A mim salvam, ó se salvam! Salvam-me de multidões chatas e entediantes! Salvam-me de temporadas de solidão!

Amo livros!
O Tó deu-me o prazer e presente de irmos a feira do livro de cascais (ali naquele largo á frente da loja Cenoura, perto da baia.. vocês sabem onde.. ). Comprei ainda algumas pexinxas, sai feliz, não totalmente com a fome satisfeita, mas feliz. Desde que tinha ficado desempregada que não tinha ido a nenhuma feira. Pode-se dizer que andei a ressacar durante quase um ano.

Preparem-se meus amores! Voltei!!! (ainda contida, porque a feira mesmo baratuxa é a da Baixa Chiado/Restauradores. Aiiii até me babo)

PS: Falta muito para a puta da sexta chegar? Afffffff!!!!!

domingo, 15 de julho de 2007

Sábado, ou seja, ontem...

Fomos ontem junto com os meus pais passar o dia a barragem de povoas e meadas, que fica ali na planície alentejana, perto de castelo de vide. Já conhecia bem a zona, muitos dias de acampamento na minha adolescência, e os meus pais tinham lá uma roulotte inclusive, que estão a querer vender agora.

Não fazia tenções de ir a agua, então não levei fato de banho. Fui a agua na mesma. Foi giro e embaraçante. Estarmos deitados com a roupa do corpo colada, transparente e molhada é embaraçante, mas mergulhar e tentar não perder as calças que nos escorregam é a parte gira. E com o calor que estava, a água no corpo era extremamente necessária.

Não sei como é que os alentejanos se aguentam. MEU DEUS QUE CALOR!! Se lá vivesse, tinha que andar com um ar condicionado comigo quando andasse na rua, senão não aguentava. O que compensa o calor são os gelados de maquina que eles teem. Vocês não imaginam! Estão a ver os gelados do Santini em Cascais? São iguais, mas metade do preço claro! São aquele tipo de gelados que eu lembro-me que haviam carrinhas que vinham aos bairros e tinham uma musica e resumindo… divinais!

Ah, os preços! No Alentejo é tudo mais barato! A comida é mais barata, as roupas são mais baratas e até as lojas dos chineses (ex-lojas dos 300) teem preços mais baratos. Digamos que comprei bastantes coisas, muito boas, algumas que nem aqui encontro, e todas elas mais baratas. Comprei inclusive dois anéis com um banho de ouro (obvio que sei que não são ouro, mas eu não ligo a essas merdas), com uma pedra (que é vidro, e que sa foda) no meio, como se fosse um bom e velho caríssimo solitário… comprei dois por 6 euros (o meu pai é óptimo a regatear os preços). Adoro-os! São giros e eu gosto e são meus!

Qualquer dia coloco aqui as fotos deles. Deles e do meu vestido cor-de-rosa com a Hello Kitty! Ah pois é! O António diz que é giro e eu também gosto muito dele e é rosaaaaaaaaa! Acho que devo estar a ficar doente ou daltónica, mas que é confortável e fresquinho, é.

Resumindo, na vinda para cá, paramos em Porto Alto (Desculpa não ter ai ido São, mas já sabes… ia com os meus pais.. o meu pai que sabe que eu ai tenho uma amiga, até sugeriu eu ai ir.. mas opa.. não sei… pensei que ficasse mal.. depois me dirás tu tá?) e para além de umas comprinhas de fruta, fomos á Sopa da Pedra que estava fechada, por isso para mim foi mesmo Bacalhau á natas e tá a andar.

Chegando a casa, nem vontade para mais nada havia, que já era meia-noite e eu tinha apenas dormido 2 horas na noite anterior. Foi deitar na cama, apagar geral e acordar hoje. Por isso. Bom dia a todos

PS: Há festas em Porto Alto entre o dia 19 e 22 de Julho. Passem por lá e encham a minha mammy de beijos se faz favor, que para ingrata basto eu.

sexta-feira, 13 de julho de 2007

Impotencia...

Podia fazer este post sobre mil e umas coisas. Mas andei a colocar a visão dos mails em dias e achei este com este vídeo. Eu não aguentei ver ate ao fim e estou agora aqui com o estômago virado ao contrário, com a minha mente e coração em fúria. A fúria que nasce com a visão da injustiça, da pura crueldade e nojo humano!

Somos uma raça maldita e neste momento tenho um sentimento de raiva e ódio que tolda tudo o resto. Se alguém for corajoso, se prepare. E se sentirem o mesmo que eu, não vejam até ao fim ou se aguentarem, os meus parabéns, são mais fortes que eu.

Vídeo: http://rapidshare.com/files/42753586/china_dog_cat_fur_med2.wmv.html

terça-feira, 10 de julho de 2007

Primeira pirosice dos 24

Esta sou eu. Lá com 3 anos ou 2 ou coisa que me valha.
Pois é... ser bebé tem estes privilégios! Posso colocar fotos pirosas e ninguém me pode dizer nada! Tenho que aproveitar ora essa...

Ai e tal, hoje é dia 10 de Julho de 2007.. ah pois é....

São 03:55. Acordei porque ali o Tó foi sair para trabalhar. Eu não vou. Ah pois é. Há que ter alguma vantagem em trocar uma terça por um sábado não é?

Eu nasci ás 3:20, por isso já nasci.

Pois é!!
Tenho oficialmente 24 anos.

Ohhhh 24 anos dirão vocês… ninguém tem 24 anos e bla bla bla.. As dissertações que eu poderia (mas não irei fazer descansem) sobre ter e sentir ter 24 anos. Caguei. Não vou dizer nada.

Mas digo-vos o que vou fazer. Vou voltar para a cama e amanhã, cedinho cedinho, vou começar o MMMMMMMMEEEEEEEUUUUUUUUUUUUU dia que em principio irá ser um dia normal e sem nada de diferente ou especial (não planeio nada, nem almoço ou jantar ou bolo e tal), vou começar o meu dia na praia!

Oh mar salgado, quanto do teu sal estará daqui a umas horas na minha cara recém-nascida (ou não)? ;)

Vou já de antemão avisar que aceito tudo de todos, menos que me babem as bochechas e as puxem a dizer “aii que bebé tão lindo”. Ah, e Obrigada :) té logo

sábado, 7 de julho de 2007

Menina São, eu sei que hj é o seu dia mas...

Isso é batota!

Não sei aonde é que vive a menina mas em Portugal as coisas não se fazem assim!
Tá prometido, tá devido! E é já! Não é cá para a semana que vem ou no ano mais próximo!

Deves pensar que és politica em campanha ou lá o quê…

A tua sorte é que eu te adoro e tu hoje és bebé : )
Um bebé windaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, chataaaaaaaaaaaaaaa e parva que eu amo : )

Meu amor, que tenhas um dia belo, cheio de alegrias. Que esta passagem de mais um ano para ti te traga toda a renovação necessária para lidar com o mundo neste momento. Que seja mais uma etapa de triunfos e paz.

Não vou estar contigo. Sou como tu, chata e parva : ) mas a distancia que fisicamente nos separa não é nada comparada com o carinho e emoção que espiritualmente nos une.

Muitos parabéns meu anjinho : )

PS: Quero a minha surpresa já ou parto essa méda toda pah!! :Þ

quinta-feira, 5 de julho de 2007

Mais um dia.. menos um dia.

Hoje foi mais um dia.

Chego a casa e ele finge dormir ou faz de propósito para dormir enquanto eu estou em casa, porque noto perfeitamente que esteve a jogar naquele odioso site, por isso ele escolhe apagar quando sabe que eu chego. Sei que quando for dormir, irá ele acordar e jogar mais. Ele vive a vida dele e eu vivo a minha rotina que não considero de vida. São os tempos de agora, será o começo do fim?

Recebo no trabalho mais carinho, palavra que para mim reúne uma emoção de respeito e simpatia, do que recebo dele. Trabalho hoje com algumas pessoas com quem trabalhei no meu primeiro emprego, em 2001 e sinto-me bem. Conheço o assunto, vou dominando de novo a matéria e hoje até o chefe disse (chefe esse que foi meu colega naqueles tempos) “sabia que não me irias desiludir”. Estas palavras sabem tão bem ouvir. Fazem-me sentir, a mim e a qualquer pessoa que as ouça, uma sensação de reconhecimento, respeito e estima. O ser humano precisa disso. E tem que ser o meu chefe a dize-las, porque não as ouço em casa.

O horóscopo do Tó ontem dizia que devia de apoiar, motivar a acarinhar a sua cara metade nesta nova etapa. Ele não lê horóscopos. Deve ser por isso que eu aqui estou, sozinha a escrever, enquanto ele finge ou escolhe dormir no sofá atrás de mim.

É esta a minha vida agora. Não tenhas pena nem dó de mim.
Cada qual deita-se na cama que fez e aceita deitar-se.

Update da minha vida.. perto do meu d'D

Sinto-me cansada, confusa, sozinha e esgotada.

Já arranjei emprego. Não interessa aonde ou a fazer o quê.
Continuo a demorar 1h30 mais ao menos a ir e o mesmo novamente a vir.
Os horários são diferentes dos do Tó por isso quando saio ele ainda esta no work. Quando chego ele esta a dormir ou no PC a jogar, e quando vou pa cama ele fica no PC a jogar ou diz não ter sono e pronto…

Dai sentir-me sozinha.
E ainda esta é a primeira semana.
Daqui a dois dias faz anos a minha linda e eu, infelizmente, faço para a semana.
Tinha pedido para me darem folga nesse dia (porque as folgas são rotativas), mas ainda não me confirmaram. Mas depois desta semana toda a andar e estar sozinha, tanto me faz. Secalhar até prefiro estar a trabalhar. Ao menos não estarei tão sozinha quanto agora.

Um beijo e bom verão

terça-feira, 26 de junho de 2007

Down memory lane...

Mudei finalmente a musica do meu blog. Saquei da Net um ficheiro com 160 musicas exitos portugueses, muitos deles muitos antigos :) E achei tantas que adoro :) e me lembram os anos 80 e 90 portugueses.

Esta que escolhi por agora é da Dina :) quem se lembra dela?

Dina - Amor D'água Fresca
Nandina Veloso & Rosa Lobato De Faria

Quando eu vi olhos de ameixa
E a boca de amora silvestre
Tanto mel, tanto sol
Nessa tua madeixa perfil, sumarenta e agreste

Foi a certeza que eras tu
O meu doce de uva
E noz sobre a mesa
O amor de morango e caju

Peguei, trinquei e meti-te na cesta
Ris e dás-me a volta à cabeça
Vem cá, tenho sede
Quero o teu amor d'água fresca

Peguei, trinquei e meti-te na cesta
Ris e dás-me a volta à cabeça
Vem cá, tenho sede
Quero o teu amor d'água fresca, oh oh oh oh

Tens na pele travo a laranja
E no beijo três gomos de riso
Tanto mel, tanto sol, fruta, sumo, água fresca
Provei e perdi o juízo

Foi na manhã acesa em ti
Abacate, abrunho
E a pêra francesa, romã
Framboesa, kiwi

Peguei, trinquei e meti-te na cesta
Ris e dás-me a volta à cabeça
Vem cá, tenho sede
Quero o teu amor d'água fresca

Peguei, trinquei e meti-te na cesta
Ris e dás-me a volta à cabeça
Vem cá, tenho sede
Quero o teu amor d'água fresca

Ah... foi na manhã acesa em ti
Abacate, abrunho
E a pêra francesa, romã
Framboesa, kiwi

Peguei, trinquei e meti-te na cesta
Ris e dás-me a volta à cabeça
Vem cá, tenho sede
Quero o teu amor d'água fresca

Peguei, trinquei e meti-te na cesta
Ris e dás-me a volta à cabeça
Vem cá, tenho sede
Quero o teu amor d'água fresca

Peguei, trinquei e meti-te na cesta...

terça-feira, 19 de junho de 2007

O meu momento de hj...

O que é que farias se um dia te dissessem isto:

"E se vivêssemos a vida sabendo q todas as nossas acções ou vontades, por mais espontâneas q pareçam, já fazem parte da página de amanhã do destino? Sabendo que tudo o q fazemos está certo pq já está escrito, seremos mais felizes?"

Terias medo ou coragem? Paz ou insegurança? Raiva ou alegria?
Indefesa, insegura e indecidida não podes ficar. São alturas destas na tua vida que determinam a tua aprendizagem e caminhos que segues.

Esta frase é minha e não, não atingi nenhum novo nível de insanidade mental.
Descobri apenas que tudo é porque é e como é porque assim tem e será sempre.

Sabem aquela velha historia de fazer as escolhas certas e agir nos momentos oportunos para conseguir seguir o teu caminho sem muitos desvios que te prejudiquem? Isso é treta.

Façamos o que fizermos, o destino já está.
Mas não pensem nisso ou aceitem isso como sendo um roubo da vossa oportunidade de decidir ou escolher. Nada disso. As escolhas, os momentos, as vitoria, tudo continua a ser nosso. Mas com este entendimento do que eu escrevi, encontramos algum extra que nos pertence a todos: a certeza. A certeza de que tudo será sempre como será. A certeza de que, independentemente da nossa vontade e medo em errar, que o destino já teem a nossa historia traçada, que o dia de amanha já existe. É como uma estrada de pedra que temos que percorrer, nós é que a percorremos, mas ela já existe. Temos a segurança da sua presença, mas as caminhadas, a sensação de avançar é nossa.

O destino pertence-nos sem dúvida.
E nós fazemos parte dele sem dúvida alguma.

O dia de amanha já existe e sempre existiu. Escolhas chorar e depois a correr faças uma finta e rias… não penses que fintaste o rumo das coisas, tu simplesmente seguiste o teu momento tal como ele já era e será.

Quando tive o meu momento espiritual esta tarde em que me dei conta disso, alcancei uma paz tremenda.

Acho que senti essa paz porque tenho agora a certeza de que eu sou eu e serei sempre eu, porque o meu eu já está destinado. Vou errar, sofrer, chorar, rir, avançar, retroceder, vou ser eu, com todo o meu potencial e com a segurança de que, amanhã será sempre amanhã e que faça o que eu fizer, nunca serei capaz de o estragar ou destruir. O meu eu de amanhã estará lá sempre. Agora tenho somente que absorver a aprendizagem que o meu trilho e história estão preparados para me passar. A minha única tarefa é aprender e elevar o meu espírito até onde ele tem, pode e precisa de ir.

O resto é amanhã. Por isso, até amanhã :)

domingo, 10 de junho de 2007

Isto é o Leo armado em macaco na cadeira do PC

Alguma coisa dita para alguma paz a quem tanto se preocupa comigo

Nem tudo é cinzento, também existem outras cores. Ou pelo menos assim falam os entendidos.

Não tenho tido nada para dizer, por isso nada digo.
Se alguém souber de alguém que possa precisar de alguém que faça isto, ou isto, ou isto. Avisem-me!

Ontem tive que formatar o PC porque tentaram entrar-me no PC, estava cheio de vírus e trojans, e até o cúmulo de criarem um user novo no sistema tentaram. Hoje estou a tentar reinstalar e por tudo na ordem de novo.

Hoje é dia de Portugal, de Camões, e coincidentalmente, o céu chora pela desgraça em que Portugal anda nesta época. Esta chuva é para gozar com o facto de quem este feriado é muitíssimo bem empregue no raio de um Domingo. Aproveita também e ainda goza comigo que me esqueci de apanhar a roupa seca ontem, então hoje está molhada para eu aprender a fazer hoje o que é para hoje (neste caso para ontem).

Faltam 30 dias para coiso e tal e eu detesto estes dias, até porque neste coiso e tal se eu ainda estiver coisa e merda, vou ficar ainda mais merda do que costumo ficar no coiso e tal. Entenderam? Óptimo. Não era para entender.

terça-feira, 15 de maio de 2007

Shutdown...

O que é que eu faço da minha vida? Que andei eu a fazer da minha vida até agora? Terei feito as escolhas erradas só para dizer que “pronto, escolhi.”? Eu considerava-me uma pessoa inteligente, agora acho que escolhi tudo errado. Escolhi mal a área a seguir. Escolhi mal os amigos que mantive e os que abandonei pelo caminho. Escolhi mal a pessoa com quem decidi viver. Escolhi mal vir viver com ele. Escolhi mal. Escolhi mal. Escolhi mal.

Quando nos damos conta do erro, há forma de recuperar? Como faço para dizer “parem esta vida, quero sair ou voltar atrás se faz favor!”? Há forma? Digam que sim.

Sou cobarde. Cometo as escolhas por medo e obrigação e depois vejo que errei e tenho medo de mudar, medo de admitir o erro e ficar com nada. Porque pior do que mau é nada. Eu sei que não devia de pensar assim, mas é assim que sou. Tenho medo. Normalmente o medo de algo faz-nos mais fortes, mais reactivas a algo, mas a mim não. Quando mais medo tenho, mais parada fico. Estou parada no meu expoente máximo.

Neste momento sou uma pedra. Uma pedra cobarde, incompetente, medrosa e cansada.
Estou cansada.
Já não choro sequer quando me dói. Dói-me o coração, a alma, o espírito.. mas não choro.

Os vivos sentem quando o seu corpo morre e estão na passagem desta para a próxima. Será que também se sentem morrer quando é por dentro? Acho que sinto. Sinto tudo a desligar aos poucos. Ora vou tendo momentos de sofrimento, seguidos de raiva e ódio, e por fim nada. Já nem lágrimas derramo por este funeral que é só meu.

Quase que ouço uma voz de algum homenzinho pequenino a dizer “Váááá! Já deu o que tinha a dar! Vamos apagar as luzes e fechar as portas! Isto está oficialmente encerrado! Todos para fora!”

E vão-se todos embora. Fico eu. Fico eu sozinha, sentada num chão frio e cinzento de betão. Olho em volta e parece que estou num grande e velho armazém, enorme, com umas janelinhas pequeninas em cima de onde se pode ver uma claridade fraca, o suficiente para eu conseguir ter a certeza que estou sozinha.

Estou no meu coração.

E milagre. Consigo chorar finalmente.

terça-feira, 10 de abril de 2007

Sonos trocados..

É por trocar os sonos de tarde, para poder dormir com o António que estou a postar a estas horas. E nem vos digo o que já diz hoje. Já lavei a loiça, já fiz a cama, já joguei poker, já fui no fórum, já dei de comer ao gato vadio que dorme a porta da minha casa, mas que não se deixa sequer tocar. Já fiz um monte de coisas.

E agora olho o céu ainda escuro e vejo uma metade de lua lindona. Vejo pelo vidro da porta o gatinho vadio a comer os cereais que coloquei no chão. Vejo os meus pestes a dormir, e penso no António que esta a trabalhar.

Enquanto ele dormia e eu tentava adormecer para estar com ele, fiquei a pensar. O António é giro a dormir. Muitas vezes custa-me adormecer por preferir ficar aninhada nos seus braços. Ele coloca um braço por debaixo do meu pescoço e o outro dá a volta num abraço, podendo atar com a outra mão, ou pousar em qualquer lado de mim ;) Eu adormeço mais rápido deitada de barriga para baixo, por isso fico assim uma meia hora e depois giro em mim mesma e deito a cabeça no ombro dele, encaixo a perna na perna dele e durmo meio em cima dele, com a cabeça dele a encaixar a minha sobre o seu queixo.

É bom :) vale sem dúvida alguma andar com os sonos trocados, oh se vale :)

domingo, 8 de abril de 2007

Adorei ler!!

A medida que envelheço e convivo com outras, valorizo mais ainda as Mulheres que estão acima dos 30. Elas não se importam com o que você pensa, mas se dispõem de coração se você tiver a intenção de conversar.

Se ela não quer assistir ao jogo de futebol na TV, não fica à sua volta resmungando, vai fazer alguma coisa que queira fazer... E geralmente é alguma coisa bem mais interessante.

Ela se conhece o suficiente para saber. Quem é, o que quer e QUEM QUER. Elas não ficam com quem não confiam.

Mulheres se tornam psicanalistas quando envelhecem. Você nunca precisa confessar seus pecados... Elas sempre sabem...

Ficam lindas quando usam batom vermelho. O mesmo não acontece com mulheres mais jovens...

Mulheres mais velhas são directas e honestas. Elas te dirão na cara se você for um idiota, caso esteja agindo como um!

Você nunca precisa se preocupar onde se encaixa na vida dela. Basta agir como homem e o resto deixe que ela faça...

Sim, nós admiramos as mulheres com mais de 30 anos!

Infelizmente isto não é recíproco, pois para cada mulher com mais de 30 anos, estonteante, bonita, bem apanhada e sexy, existe um careca, pançudo em bermudões amarelos bancando o bobo para uma garota de 19 anos...

Senhoras, eu peço desculpas!

Para todos os homens que dizem: "Porque comprar a vaca, se você pode beber o leite de graça?", aqui está a novidade para vocês:

Hoje em dia 80% das mulheres são contra o casamento e sabem por quê?

"Porque as mulheres perceberam que não vale a pena comprar um porco inteiro só para ter uma linguiça!". Nada mais justo!

Texto de: Arnaldo Jabor

segunda-feira, 26 de março de 2007

Se for para se preocuparem, não leiam.

Muitos responderam ao meu anuncio, menos o meu destino.
As pessoas devem sempre lutar para encontrar o seu rumo, rumo seja esse, feliz ou não.
Eu não sei lutar e por isso deixo-me levar. Sou comodista, sou cobarde, por isso vou no embalo da maré.

Alguns responderam ao anuncio, menos a felicidade.
Parece que cada dia bom que tenho, é ultrapassado por uns 4 ou 5 maus.
Já temo os dias que começam, vejo as horas a chegarem e sinto-me inundar por um panico horrivel só de pensar no que o dia se pode tornar.
Não tenho vontade para sorrir.
De tanto levar pancada, já adoptei uma posiçao de defesa/ataque perante tudo e todos.
O meu riso que dou não é riso.
E disfarço as lágrimas com o cheiro de cebola ou sol a mais no olho que chora.

Sou uma actriz. Uma actriz neste mundo de merda e dor que revolve á minha volta e me esventra ao meio com cada volta que dá. Não sou um io-io, porque se fosse, dizia: cortem a corda.

segunda-feira, 19 de março de 2007

Coloco anuncio no jornal da Vida

Procura-se

Estou á procura de um amigo, uma pessoa que me ame, de respeito, de dinheiro, de emprego, de uma casa, de justiça, de carinho, de amizade, de felicidade, de um sorriso, de conversa, de atenção, de estima, de saúde, de justiça, de carinho, de companhia, de auto-estima, de mim.

Dá-se

Dou atenção, carinho, beijos, sorriso em troca, companhia, cuidados, ajuda, ombro amigo, atenção dispensada, refeições cozinhadas com amor, casa limpa, mimos, respeito, devoção, coração, alma, espírito, o eu que sobrar para dar.

Precisa-se

De carinho e de esperança.

Hoje é dia do Pai

BOM DIA DO PAI A TODOS OS PAIS DESTE PAIS!
E BOM DIA DO PAI A TODAS AS MÃES QUE FAZEM DE PAI NESTE MUNDO!

segunda-feira, 12 de março de 2007

Mas na realidade sinto q estou ali dentro..


Imagem também roubada ao mesmo tipo.

Gostava de estar ali... é lindo, n é?



Roubada ao Lâmpada Mervelha

Actualizações em falta..

Ora bem. Sento-me ao PC de perna dobrada, daqui a pouco estará dormente, por isso vou ser rápida, que a loiça não se lava sozinha.

Ultimamente ando demasiada fechada em mim para ter sequer vontade ou desejo de vir escrever o que quer que seja. Só emoções ou pensamentos fortes me puxam a esta página, mas aqui estou eu.

Novidades, como prometi…

Ainda não arranjei work. Ando a brincar às donas de casa, acho que sou boa nisso.. como todo o caranguejo.. Tenho enviado muitos currículos neste último mês, vamos esperar por algo. De qualquer forma, só me vou preocupar a sério depois do aniversário do António em Maio. Porquê? Ora, porque escolhi e pronto.

Hmmmm… mais novidades… os miaus andam bem. O Luna está um bisonte. Aquilo é gato com peso de bisonte! Deviam de ver as patas dele, meu deus! Pesam!! Tenho que ver se o mando castrar, porque andam por aqui muitos gatos vadios e por enquanto ele vai só reagindo á necessidade felina de marcar território no jardim. Se o faz em casa, dá-me uma coisinha má…!!

Hmmmmm… que mais… Ah! Deixamos de fazer bolos para os anormais que cá vinham. Só fazemos para os ocasionais clientes particulares que queiram. Nem vou falar mais sobre eles que só me deram foi dores de cabeça e discussões. É merda para esquecer… aleluia!

Hmmm.. acho que não tenho mais nada a dizer por agora. Vou tratar da minha rotina parva.. vou ver se faço algo.. chuac!

PS: Ah, já me esquecia.. mudei para o Windows Vista.. sobre isto falo mais noutra altura, prometo!

quinta-feira, 8 de março de 2007

Hoje dia 8 de Março de 2007, vamos lembrar quem é esquecido...

Hoje é o dia da mulher. Mais um ano, mais um dia. O nosso dia. O dia do “género fraco”? Nop! O dia da vida. Digam o que disserem, ser mulher é ser água, é ser mutável, fluida e vida. E discordo, os restantes dias não são do homem, mas concordo que tal como o Yin precisa do Yang, a mulher existe em conjunto com o homem.

Quero deixar um beijo sentido a todas as meninas, filhas, sobrinhas, colegas, irmãs, mulheres, mães, primas, avós, tias, vizinhas, amigas, mulheres!

Mas em especial, quero deixar todo o meu carinho, a minha energia positiva, a força, esperança e respeito por todas essas mulheres neste mundo que sofrem em silêncio. Que não recebem esperança ou respeito na sua vida e sociedade. Todas essas mulheres que são mutiladas e magoadas sem qualquer direito a respeito ou dignidade como ser humano, quanto mais como mulher.

A todas as crianças que morrem no continente asiático simplesmente porque são mulheres e nesse lugar, ser homem é uma bênção, ser mulher é uma maldição.

A todas as mulheres no continente africano que morrem e sofrem com mutilações sexuais, partos forçados, violações constantes, maus tratos.

Acima de serem mulheres, são seres humanos, e nem p valor dessa condição lhes concede respeito ou dignidade.

Por todas elas, e por todas as que nascem pobres e por isso tem que se vender e mutilar a vários níveis (emocionais, físicos, psicológicos) para poder sobreviver. A todas as que morrem por não terem o direito á escolha dos seus próprios direitos, corpo ou mentalidade.

A todas as que sofrem por escolherem a sua vida, por exercerem o direito a serem quem são, as suas opções físicas, mentais e sentimentais. A todas as que vivem uma vida sofrida em silencio. A todas elas, aqui fica a minha lágrima e o sincero desejo que pelo menos hoje, pelo menos na porra da puta de um dia neste ano inútil de vida, que se sintam estimadas, amadas, dignificadas, que se sintam humanas.

Sim. Somos todos humanos. Mas alguns às vezes esquecem-se disso.

Um beijo a todas.

sexta-feira, 2 de março de 2007

Dia do caralho!

Dei-me hj conta que ando tão centrada na minha merda que me esqueço do que realmente importa. A minha manita Dani fez anos dia 26 de Fevereiro e só hoje, porcamente é que me lembrei. Que raio de coisa ingrata sou eu? Estava a pensar em dizer-vos umas quantas coisas novas, mas olha, perdi vontade!

Tenho que reestruturar as minhas prioridades que esta caca assim não pode voltar a acontecer caralho! Caralho de dia do caralho! Bom fim de semana para todos

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Quarta-feira.

Para toda a gente hoje é dia dos namorados. Para mim é quarta-feira, igual a ontem e igual a amanha. Apartir de hoje fica registado que odeio o dia dos namorados. Mas desejo um bom dia a todos os que não o odeiam.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007

Sobremesa: Fool de morango

Esta tarde apetecia-me algo com morangos, para usar os que ali tinha (já tinha feito salada de fruta e sobravam alguns e não queria que se estragassem) resolvi procurar uma receita nova e que tivesse um aspecto que me agradasse.

Queria que fosse rápida e encontrei esta. Estou aqui a saborear, e adoro. É algo que deve ser comido de forma moderada para não enjoar. Espero que gostem!



Fool de morango

Ingredientes:
1 xícara (chá) de creme de leite fresco
1 xícara (chá) de leite
1 colher (chá) de essência de baunilha
3 gemas
1 xícara (chá) de açúcar
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1/2 kg de morangos


Modo de Preparo:
Bata o creme de leite na batedeira até obter um chantilly e reserve na geladeira. Coloque numa panela o leite e a baunilha e leve ao fogo até ferver. Retire do fogo e reserve. Enquanto isso, numa tigela, bata as gemas com o açúcar até obter um creme claro. Em seguida, acrescente a farinha de trigo peneirada e mexa até obter uma massa lisa. Despeje, aos poucos, o leite aquecido e misture até ficar homogéneo. Transfira a mistura para uma panela, leve ao fogo baixo e cozinhe, sem parar de mexer, por 3 minutos, ou até encorpar, mas sem ferver.

Retire do fogo, transfira para uma tigela e bata, com um batedor manual, por mais 5 minutos, ou até esfriar. Coloque a tigela sobre um recipiente com gelo, mexendo de vez em quando. Lave os morangos, elimine os pedúnculos e bata no processador até obter um puré. Coloque numa tigela, junte o creme e o chantilly reservado. Misture cuidadosamente, distribua em taças e sirva em seguida, ou se preferir, leve para gelar. Decore com raspas de chocolate.

Nota: A receita diz raspas de chocolate, mas eu achei muito enjoativo e troquei por bolacha ralada. Achei que ficou muito melhor! Aconselho a terem cuidado com as quantidades de nata que fazem, porque eu fiz um pouco mais (não tenho nenhuma porra de chávena de chá) e achei que poderia ter ficado melhor com menos natas.

Dica: Se preferir um fool mais ácido, adicione 1 xícara (chá) de iogurte no creme já frio

PS: O creme amarelo que vocês fazem com os ovos, é também um creme usado na tarte de maçã.

Bom Apetite!!!

Girissimo e interessante :P

Este é um site seguro que tem uma brincadeira louca!
Queres saber qual a tua idade nos outros planetas??
Testa, é giro :)

Sim: 59,2% ---- 56,4%: Abstenção ---- 40,8%: Não

Ganhou o sim ou ganhou a abstenção?

Ao menos a abstenção ganhou ao não e o sim à abstenção...

domingo, 11 de fevereiro de 2007

Dia 11 de Fevereiro de 2007 - SIM

Não cheguei a colocar o post explicando detalhadamente a minha opinião e acho que não o vou fazer. Cansei-me de ler nas revistas, ver na tv, ouvir na rádio, ler na net, fóruns, blogs, paginas.. sei lá. Todos tem uma opinião, e eu também a tenho, mas não sei do que vale fundamenta-la. A opinião dos outros não mudou a minha. A minha mudaria a de alguém? E mesmo que o fizesse, viria a tempo? A semana foi infernal e não tive tempo de me vir sentar e criar o post que queria, e hoje é dia 11.

EU sou a favor do SIM:
Porque acredito em direitos iguais.
Porque acredito e defendo o direito a liberdade própria de cada um, e não será uma diferença de géneros que o limitará.
Porque sei e quero que um filho meu saiba que nasceu porque eu o desejei e quis neste mundo.
Porque defendo a saúde mental e física de tantas mulheres.
Porque devemos crescer como pais e sociedade, e acompanhar tantos países que claramente estão melhores que o nosso, devemos aprender os passos positivos e não os negativos.
Porque não devemos de nos sentir intimidados na nossa opinião ou liberdade pela merda que saia da boca de uns quantos padres ou machistas!
Porque isto não é uma questão de géneros, é uma questão de vida e liberdade nessa mesma.

É vida sim.
E é liberdade sim.

Neste mundo a única coisa que nos é dado é a liberdade. Liberdade de escolha. Quando o dinheiro acaba, amigos não há, casa até.. quando tudo o resto é pó, temos ainda a nossa condição de humanos e o nosso direito a escolher, a ter a liberdade de decidir livremente. E não aceito ou concordo que se force, limite ou imponha algo a quem quer que seja.

E é vida! Claro que é vida! Quantas mulheres não perderam a sua em abortos clandestinos mal feitos? Quantas não seguiram em frente com gravidezes indesejadas por medo do marido ou da familiar, comunidade, o que seja!!!! E perderam a sua vida com isso!??? E é direito a vida da própria criança. Claro que é! Quantas crianças não são trazidas a este mundo sem que cá esteja um pai ou mãe que as deseje, acarinhe e ame? Essas crianças vêem ao mundo para tentar sobreviver, e não viver. Quantas mais são as que são deixadas NO CAIXOTE DO LIXO??????

Ter um filho, ter o direito a dar vida a um ser, cria-lo, ama-lo, ensina-lo, PORRA, ter um bebé.. não é um direito ou vontade que deva ser seguido ou tomado como ordem só porque “ups, aconteceu.. que seja..”. Isso sim é a liberalização de algo inconscientemente. Compreendo que muitas gravidezes aconteçam assim e sejam ao mesmo tempo desejadas. Mas quantas há que são seguidas “porque a igreja isto e aquilo”; “porque vou cumprir com as minhas obrigações de homem e tal”; “porque já viste o que a família vai pensar e tal” e merdas e tal.

Neste mundo crianças morrem de fome.
Morrem de solidão.
Morrem de maus tratos.
Morrem com falta de carinho.
Morrem com falta de liberdade.
Morrem sozinhas.

EU prefiro o direito a poder escolher o aborto, e talvez com esse aborto, salvar duas vidas.

E leiam bem o papel quando forem votar, se forem. É o direito ao direito de escolha, é a possibilidade do referido acto poder ser prosseguido dentro de condições de saúde seguras, de não haver medo, receio e um terror psicológico que é imposto socialmente e mentalmente mesmo.

Caguei para as politiquices que querem fazer á volta disto.
Caguei para a merda que os padres anormais dizem! Com que então todos os católicos que votem sim são automaticamente expulsos????? BOA!

Eu defendo o sim, porque defendo o direito a vida e para mim as crianças são o nosso maior tesouro e não merecem sofrer. Defendo o direito a despenalização do aborto até ás 10 semanas.

Acho que disse o essencial do que sinto.
Não te peço que mudes a tua opinião porque é diferente da minha, peço apenas que penses na minha e decidas por ti.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

Frango assado no Forno

Estou a fazer neste momento um frango no forno que está com um cheirinho que nem vos digo.

Ingredientes:
1 frango
sal
alho picado
vinho branco
óleo
pimentão doce em pó
louro

É fácil, fácil!
Basta descongelar o frango. Abrir o frango ao meio e deixa-lo assim todo espalmado. Depois coloca num alguidar, sal (a gosto), pimentão (um punhado), louro (pouco), vinho branco (umas 4 ou 5 colheres de sopa, dependendo do tamanho do frango) e um bocado de óleo (estilo umas 2 colheres de sopa, também dependendo..) e mexe tudo. Depois coloca o frango e faz uma massagem no frango junto com este molho. Para a massagem ter mais efeito, dá umas facadas nas partes mais grossas do frango de forma ao molho entrar fundo na pele. Mas massaja beemmm!!!

Deixa o frango na marinada de um dia para o outro.
Depois é só colocar tudo numa forma de ir ao forno untada com pouco óleo (ou para quem gostar, manteiga ou banha) e ir assando. Eu estou a assar a 250 graus, com grelha de cima e baixo, e de 10 em 10 minutos vou virando. Agora o tempo depende de como você gosta do frango e do tamanho do mesmo.

Assim que vejam que a pele por fora está tostada como gostam, tirem o frango, cortem em pedaços e voltem a colocar, de forma a ficar também bem assado por dentro.

Eu vou acompanhar com puré de batata, mas também fica delicioso com salada, arroz e até se quiserem, juntem umas batatas cortadas quando o frango for a assar e ficam deliciosas. Basta darem uns cortes (se forem muito grandes, cortem mesmo ao meio ou em quatro pedaços) e polvilharem com pouco sal. O resto do sabor vem da marinada que estará a dar sabor ao frango quando estiver a assar.

Experimentem que vão adorar! O meu já está quase pronto, demorou 45m / 50m:)

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

Dia 11/2/07

Tenho opinião. Sempre tive e tenho argumentos para a defender. Quando se trata de argumentar e defender uma opinião deste género, sou uma loba, uma pantera, um mamute.. sei lá. Antes do dia 11 direi a minha opinião. Não que vos interesse, mas porque quero e preciso.

Por enquanto só digo que toda esta propaganda é ridícula! Todo este circo publico e mediático é estúpido! Todos os anormais estão estúpida e ridiculamente a fazer figura de ursos com roupa de bailarinas! E sim, são uma cambada de idiotas incompetentes e parvos.

Por enquanto é só, obrigada.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

Duvidas numéricas

Descobri outra coisa. Como nos cheques temos que assinar o valor por extenso, descobri que tenho duvidas parvas em escrever alguns números. Hoje por exemplo foi o 14. Escrevi catorze com duvida se seria quatorze. Quando o homem se foi embora com o cheque, fui ver na net e tinha escrito bem, mas e se tivesse dado ouvidos a minha duvida? Os cheques com erros ortográficos são aceites? Não sei…

Outro numero que me lixa sempre e todas as vezes que tenho que o escrever vou consultar: é o 60. Sessenta. São os ‘ss’s e o facto de ter lá um som ‘t’ que me recorda logo e alarma que posso estar a escrever 70. Acho que o meu cérebro anda tão sobrecarregado com tretas e merdas que já activa alarmes desnecessários.

O 16 e o 17 (dezasseis e dezassete) também me alarmam com os ‘ss’s. Até agora não passei nenhum cheque mal, mas qualquer dia caio na minha própria duvida e pronto.. Quando esse dia chegar, ora chegou! Que sa’lixe! Não morro por isso.
PS: Obrigada pelo carinho e força :*

Feliz dia dos Namorados (antecipo e despacho já!)

Devo ser uma pessoa pessimista. Notei hoje que não gosto de nenhuma quadra festiva. Estava a ver uns sites e encontrei as infos sobre o Dia dos Namorados e comecei automaticamente a sentir-me mal disposta e enjoada como se estivesse a ir para um encontro desconfortável com um desconhecido. Não gosto do dia das bruxas, do pão-por-deus, do Natal, da passagem de ano novo, da Páscoa, do são Martinho, do dia dos namorados e por ai alem… Até gosto da época popular dos santos populares, mas é só de uma perspectiva afastada. Se me forçarem a participar, fico com urticária.

Possivelmente porque não tenho boas memorias ou recordações alegres desses dias. Sempre os vivi em família e foram “vividos” e não ignorados, mas nunca felizes para mim. Já o meu dia de anos e o das pessoas de família.. também são dias que não me deixam lá muito bem a nível interno.

Momentos que eu posso freudianamente ligar: o meu avô morreu comigo ao colo na passagem de ano quando tinha 5 anos. A minha avó morreu na casa dos meus pais de madrugada comigo a ver na época do dia dos namorados.

Racionalmente não me parece que eu faça ligação entre os acontecimentos e as datas, até porque não tinha uma efectividade grande com a minha avó, mas nunca se sabe o que a psique agrupa e usa.

Conclusão?
Não sou sociável.
Ofereçam-me uma gaiola que me sirva com o essencial e podem fechar. Obrigada.

terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Humores, sentimentos, actualidade

Ando triste. Simplesmente triste. Se pensarem bem no significado da palavra, vão-me encontrar a mim. Vou mudar o nome para triste. Hoje então sinto-me excepcionalmente triste e vazia. Sinto-me cansada também. A mais simples das tarefas me parece imensa. Andar da sala para a cozinha e ir ver o correio, cansam-me como se andasse a correr 10km.

Não me digam nada.
Deixem-me só estar aqui quietinha no meu buraquinho. Deixem-me só porque é só que me sinto.

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Isto à coisas que nos fazem pensar..

Preciso de ajuda para conseguir compreender algo que o António me disse hoje. (disse 3 vezes!)

“Este ano (referindo-se ao Natal) o Domingo calhou a uma Segunda.”



Alguém percebeu? Eu já andei a consultar o calendário deste ano, mas acho que deve ser uma coisa “tipo” os anos bissextos, ou os eclipses.. ou algo que lhe valha.. :P

segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

Coisas que me fazem chorar:

(é esquisito mas é verdade)

No AXN costuma dar um anúncio da Rádio Renascença que me faz chorar. O anúncio consiste em mensagens de noticias futuras que são ouvidas através da rádio. Mensagens como: “terminou a fome no planeta” , “foi finalmente erradicada a ultima doença no mundo” , “foi assinado o acordo de paz por todas as nações, e a guerra terminou”.

E eu pronto. Ouço a merda do anúncio e desato a chorar feito uma madalena.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...